Menu

Linhas de tratamento


Inorgânicos / Linha amarela

A linha amarela foi projetada para receber efluentes inorgânicos, tais como metais pesados e substâncias ácidas e alcalinas, provenientes de indústrias metal-mecânicas e de galvanoplastia, entre outras. Esses efluentes, com ou sem pré-tratamento, serão tratados para remover as substâncias inibidoras ao tratamento biológico ou que comprometam os requisitos legais para lançamento desses líquidos nos corpos d’água, de modo a atender aos requisitos do artigo 19A do Decreto Estadual 8.468/76, para encaminhamento à ETE Barueri.

Efluentes recebidos:

• Solução aquosa de desengraxantes e decapante.
• Efluentes provenientes de sistema de exaustão de fundição, de lavadores de gases.
• Efluentes provenientes de produção de baterias automotivas, de limpeza de fotolitos e elementos gráficos.
• Efluentes provenientes de processo de revestimento superficial, de anodização e produção de peças de zinco.

Instalações de descarga:

• 6 baias para descarregamento simultâneo.
• Vazão média: 345 m³/dia.
• Capacidade: 23 caminhões/dia.

Processo de tratamento:

• Remoção de sólidos por gradeamento manual
• Armazenamento temporário
• Floculação com adição de produtos químicos
• Flotação por ar dissolvido
• Homogeneização e ajuste de pH
• Reação de precipitação
• Filtração

Destinação:

• Envio do líquido para a estação de tratamento da Sabesp, para remoção de carga orgânica por tratamento biológico
• O descarte dos resíduos sólidos é feito em empresa de tratamento certificada